Neuroma de Morton

Revisão das 23h39min de 16 de janeiro de 2020 por Paulo Santos (Discussão | contribs)

(dif) ← Revisão anterior | Revisão atual (dif) | Revisão seguinte → (dif)

Autor: Hugo Silva Almeida, Joana Fernandes Ribeiro

Última atualização: 2020/01/16

Palavras-chave: Neuroma de Morton; Neuroma Intermetatársico; Metatarsalgia; Doenças do sistema nervoso periférico; Neuralgia



Resumo


O Neuroma de Morton é um tumor benigno do tecido nervoso do pé, que se manifesta por uma dor em queimadura e pelo aparecimento de formigueiros e adormecimento dos dedos envolvidos. Em face dos sintomas, a ecografia confirma o diagnóstico.
O tratamento deve inicialmente consistir na modificação do calçado utilizado, na utilização de palmilhas / ortóteses e em exercícios de alongamento. No entanto, a remoção cirúrgica pode ser necessária nos doentes que mantêm sintomas.




Neuroma de Morton


Neuroma morton.jpg

Um neuroma é um tumor benigno do tecido nervoso que se pode desenvolver em qualquer parte do corpo. O Neuroma de Morton ocorre habitualmente entre o 3º e 4º dedos do pé (3º espaço interdigital), podendo também ocorrer no 2º ou no 4º espaços interdigitais.
A sua causa não é completamente compreendida, mas pensa-se que resulta do colapso do arco transverso do pé, causando uma tração e pressão aumentadas no nervo interdigital. A utilização de sapatos apertados também está relacionada com esta doença.
É mais comum em adultos no início da 3ª década de vida e afeta mais mulheres.

Sintomas


  • dor em queimadura no espaço entre o 3º e 4º dedo do pé, que pode irradiar para os dedos;
  • formigueiros e adormecimento dos dedos envolvidos.


O que agrava os sintomas?


Utilização de calçado apertado e/ou afunilado, bem como excesso de peso e de atividade, podem agravar os sintomas.

O que alivia os sintomas?


Os doentes relatam um alívio dos sintomas quando retiram ou mudam o seu calçado. Também referem alguma melhoria com massagem do pé e movimento dos dedos.

Diagnóstico


  • Os sintomas normalmente são característicos e levantam a suspeita
  • Na consulta o médico procederá ao exame do pé
  • Radiografia do pé: pode ser útil para descartar outros diagnósticos como, por exemplo, uma fratura ou outra patologia dos metatarsos. No entanto, a radiografia do pé não permite visualizar os neuromas;
  • Ecografia do pé: permite diagnosticar o Neuroma de Morton, que aparece como uma massa ovóide;
  • Ressonância magnética: pode ser necessária nas apresentações atípicas ou para descartar a existência de múltiplos neuromas.


As lesões com mais de 5mm são consideradas clinicamente importantes.

Tratamento


A primeira linha de tratamento consiste na modificação do calçado, na utilização de palmilhas / ortóteses e em exercícios de alongamento dos músculos intrínsecos do pé. A infiltração local com corticóide pode aliviar os sintomas temporariamente.
A remoção cirúrgica do neuroma pode ser necessária nos pacientes que mantêm os sintomas após 9 a 12 meses de tratamento conservador.

Conclusão


O Neuroma de Morton é uma patologia incapacitante do pé, benigna, cujo diagnóstico se baseia nos sintomas típicos e numa ecografia de confirmação. Muitas vezes é necessária a sua remoção cirúrgica.

Referências recomendadas



Alt text Alt text Alt text Alt text Alt text

Banner.jpg