Diferenças entre edições de "Auto-exame Mamário"

 
Linha 2: Linha 2:
 
|Autor=Paulo Santos
 
|Autor=Paulo Santos
 
|Última atualização=2016/01/16
 
|Última atualização=2016/01/16
 +
|Palavras-chave: Mama, Auto-exame mamário, Cancro da mama
 
|Causas / Fatores de risco=Antecedentes pessoais de cancro, Hereditariedade, Alterações genéticas, Antecedentes de tratamentos de radioterapia, Alcoolismo, Trabalho noturno, Terapia hormonal de substituição
 
|Causas / Fatores de risco=Antecedentes pessoais de cancro, Hereditariedade, Alterações genéticas, Antecedentes de tratamentos de radioterapia, Alcoolismo, Trabalho noturno, Terapia hormonal de substituição
 +
|Sigla da Doença=X22
 
}}
 
}}
 
<br><br>
 
<br><br>
Linha 78: Linha 80:
 
* [http://www.nationalbreastcancer.org/breast-self-exam National Breast Cancer Foundation, Inc - Breast Self-Exam]
 
* [http://www.nationalbreastcancer.org/breast-self-exam National Breast Cancer Foundation, Inc - Breast Self-Exam]
 
* [http://www.cancer.org/cancer/breastcancer/moreinformation/breastcancerearlydetection/breast-cancer-early-detection-acs-recs-bse American cancer Society, Inc. - Breast awareness and self-exam]
 
* [http://www.cancer.org/cancer/breastcancer/moreinformation/breastcancerearlydetection/breast-cancer-early-detection-acs-recs-bse American cancer Society, Inc. - Breast awareness and self-exam]
 +
 +
  
  
Linha 84: Linha 88:
 
|-
 
|-
 
! style="background: #efefef;" | <div style="float:left; font-size:x-large" class="small-12 medium-1 columns">[http://metis.med.up.pt '''Voltar à página inicial''']</div>
 
! style="background: #efefef;" | <div style="float:left; font-size:x-large" class="small-12 medium-1 columns">[http://metis.med.up.pt '''Voltar à página inicial''']</div>
! style="background: #efefef;" | <div style="float:right; font-size:x-large" class="small-9 medium-1 columns">[http://metis.med.up.pt/index.php/Mensagens '''Tem alguma dúvida? Fale connosco''']</div>
+
! style="background: #efefef;" | <div style="float:right; font-size:x-large" class="small-12 medium-1 columns">[http://metis.med.up.pt/index.php/Mensagens '''Tem alguma dúvida? Fale connosco''']</div>
! style="background: #efefef;" |[[file:Fb metis.png|30px|link=http://www.facebook.com/sharer/sharer.php?u=http://metis.med.up.pt/index.php/Auto-exame_Mam%C3%A1rio|alt=Alt text|Partilha no facebook]]
+
! style="background: #efefef;" |[[file:Fb metis.png|30px|link=http://www.facebook.com/sharer/sharer.php?u=http://metis.med.up.pt/index.php/Auto-exame_Mamário|alt=Alt text|Partilha no facebook]]
 +
! style="background: #efefef;" |[[file:Google_plus.png|30px|link=https://plus.google.com/share?url=http://metis.med.up.pt/index.php/Auto-exame_Mamário|alt=Alt text|Partilha no google +]]
 +
! style="background: #efefef;" |[[file:TWT_METIS.png|30px|link=https://twitter.com/intent/tweet?text=Metis&url=http://metis.med.up.pt/index.php/Auto-exame_Mamário|alt=Alt text|Partilha no twitter]]
 +
! style="background: #efefef;" |[[file:In_metis.png|30px|link=http://www.linkedin.com/cws/share?isFramed=false&url=http://metis.med.up.pt/index.php/Auto-exame_Mamário|alt=Alt text|Partilha no LinkedIn]]
 +
! style="background: #efefef;"|[[file:PRINT_METIS.jpg|30px|link=http://metis.med.up.pt/index.php?title=Especial:Exportar_em_PDF&page=Auto-exame_Mamário|alt=Alt text|Imprimir como pdf]]
 
|}
 
|}
  
  
 +
 +
<br>
 +
<div style="text-align: center; margin: auto; font-size: 90%; margin-top: -18px; margin-bottom: -20px;">
 +
[[Utilizador:Prof._Doutor_Paulo_Santos|Paulo Santos]]
 +
</div>
 +
<br>
  
  

Edição atual desde as 10h32min de 10 de janeiro de 2019

Autor: Paulo Santos

Última atualização: 2016/01/16

Palavras-chave:



Resumo


O cancro da mama é uma doença potencialmente curável se diagnosticada precocemente.
O auto-exame mamário pode ajudar a mulher a detetar alterações mais precocemente mas é frequentemente gerador de grande ansiedade e exames desnecessários.
A maioria das alterações detetadas no auto-exame mamário não significam a existência de cancro.
O rastreio do cancro da mama faz-se com mamografia após os 50 anos ou antes se houver fatores de risco que o justifiquem.




O que é o Auto-exame Mamário


Mama.jpg

O auto-exame mamário é um conjunto de manobras relativamente fáceis de executar. Apesar do seu poder de discriminação ser relativamente baixo e da grande quantidade de pequenas alterações sem grande importância mas que criam preocupação e levam as mulheres a consultar um profissional de saúde, a verdade é que cerca de 40% dos cancros são diagnosticados a partir de mulheres que encontraram um nódulo, pelo que há ainda agências a recomendar a sua realização.

A técnica clássica recomenda que se proceda ao auto-exame mamário todos os meses, de preferência na semana após a menstruação.


Como executar


Palpação 1.png

1º passo: Em frente ao espelho, observe as duas mamas

  • Primeiro com os braços caídos.
  • Depois com os braços em volta da cintura fazendo força com as mãos
  • Por último, com as mãos atrás da cabeça.

Verifique alterações do contorno da mama, endurecimento, rugosidade, depressão, saliência, mudança da cor da pele ou do mamilo.
Pressione o mamilo suavemente e veja se ocorre saída de qualquer líquido.
Tenha também atenção se o mamilo estiver voltado para dentro (e antes não era assim!).


Palpação 2.png

2º Passo: Palpação de pé

  • Durante o duche com o corpo molhado e as mãos ensaboadas, levante o braço e ponha a mão atrás da cabeça
  • Com a mão esquerda palpe cuidadosamente a mama direita
  • Repita os movimentos com a mão direita para a mama esquerda
  • Com pequenos movimentos circulares dos dedos faça a palpação de toda a mama no sentido de cima para baixo e aproximando-se do mamilo
  • Se imaginar duas linhas perpendiculares a passar no mamilo vai dividir o peito em 4 quadrantes que poderá examinar sequencialmente
  • Palpe também a axila


3º passo: Palpação deitada

  • Com uma almofada debaixo da mama que vai palpar, siga o mesmo método que utilizou para a palpação de pé.

A maior vantagem do auto-exame mamário é o facto de levar a mulher a conhecer melhor o seu próprio corpo e poder identificar mais precocemente alguma alteração que apareça.
No entanto, a maior parte das situações que são detetadas não são cancro da mama, pelo que antes do mais deve consultar o seu médico que a ajudará a orientar até um correto diagnóstico.


A comunidade científica aceita atualmente que o auto-exame mamário pode ter mais riscos do que benefícios e não recomenda por rotina a sua realização. Rastrear cancro da mama faz-se com mamografia após os 50 anos na maioria das mulheres, ou antes se tiver fatores de risco que o determinem.


Conclusão


O auto-exame mamário não é recomendado por rotina na maioria das mulheres.


Referências Recomendadas




Alt text Alt text Alt text Alt text Alt text




Banner.jpg